Coleta

Mapa mental – Fase de Footprinting em Pentest

Mapa mental – Fase de Footprinting em Pentest (mais…)

O processo de footprinting

Existem muitos passos no processo de footprinting, cada um irá produzir diferentes tipos de informações. Lembre de armazenar cada pedaço de informação que se coleta, não importa o quão insignificante ele possa parecer neste momento.

Alguns deles são:

  1. Sistemas de busca
  2. Google Hacking
  3. Sites públicos e restritos
  4. Localização e geografia
  5. Coleta de informações em redes sociais
  6. Echosec
  7. Serviços financeiros
  8. Sites de empregos
  9. E-mails
  10. Análise competitiva
  11. Obtendo informações de rede
  12. Engenharia social

(mais…)

Footprinting

Footprinting é um primeiro passo vital no processo do pentest porque permite a coleta de informação, passiva e ativamente, sobre o seu objetivo que será avaliado. Passar uma boa quantidade de tempo aprendendo sobre o seu alvo antes de começar a ataca-lo, vai permitir ações mais precisa e produtivas. Além disso, levar mais tempo para obter informações e planejar seus próximos passos permitirá que você seja mais furtivo ao invés de correr de cabeça no processo.

Esta é a primeira fase de um processo de ethical hacking e veremos mais detalhes nesta postagem. Esta fase consiste na coleta de informações de forma ativa e passiva sobre o alvo. O objetivo é coletar o máximo de informações úteis sobre o alvo para que os ataques sejam realizados de forma mais precisa. O resultado final deve ser um perfil do alvo que é uma imagem aproximada mas que fornece dados suficientes para planejar a próxima fase de scanning.
(mais…)

A aquisição e preservação dos dados na forense computacional

Embora as técnicas de investigação da Computação Forense sejam usadas em contextos relacionados às investigações criminais, os princípios e procedimentos são praticamente os mesmos quando utilizados para desvendar qualquer tipo de ataque em uma empresa (ALTHEIDE; CARVEY; DAVIDSON, 2011). Enquanto o tipo de investigação pode variar muito, as fontes dos vestígios geralmente são as mesmas: dados gerados e manipulados por computador.

Um dado no computador é, em sua base, uma sequência de 1s e 0s. Em última instância, é essa cadeia que as buscas realizam.

Por muito tempo, a investigação se concentrou em meios de armazenamento magnéticos e ópticos, o que aumenta a preocupação em coletar dumps de memória em um sistema em execução e do tráfego de dados em redes.

O objetivo da investigação forense é encontrar fatos e, por meio deles, recriar a verdade sobre o acontecimento. O examinador descobre a verdade sobre um acontecimento descobrindo e expondo os vestígios que foram deixados no sistema. Esses vestígios podem ser transformados em provas. (mais…)