Portas

Mapa mental – Scanning Pentest

Mapa mental – Scanning Pentest (mais…)

Verificando o status das portas dos hosts

Depois de ter localizado sistemas ativos em uma rede, é hora de dar uma olhada nesses hosts para determinar se existem portas abertas que podem ser úteis. Essencialmente o que estamos fazendo em cada host vivo é “mexer as maçanetas” em cada porta para ver quais portas estão abertas e fechadas. E enquanto podemos estar vendo que estão abertos e fechados, ainda não estamos no ponto em que estamos “espiando o que tem dentro”.

Você deve saber como as varreduras de portas funcionam e os diferentes tipos de varredura disponíveis, bem como por que você usaria um tipo e não o outro. Preste muita atenção aos scans mencionados aqui, porque cada um tem pequenos detalhes que você pode esquecer. Lembre-se também de estudar, estudar, estudar essas varreduras.

Antes de começar a executar alguns scan de portas, vamos rever alguns fundamentos. Se você se lembrar, TCP é um protocolo orientado a conexão e UDP é sem conexão. Saber como esses protocolos funcionam e o significado de cada um vai fazer e escolher a varredura correta, vai ser muito mais fácil para você e definitivamente mais produtivo. (mais…)

O que é Scanning em um Pentest?

O Scanning é um processo em que você se envolve e começa a sondar uma rede alvo com intenção de revelar informações úteis e, em seguida, utilizar essas informações para fases posteriores do pentest. É necessário ter um conhecimento de fundamentos de rede, um scanner e os resultados do footprinting completo, para se obter uma imagem decente de um alvo.

É bem provável que durante o footprinting, você consiga elaborar um diagrama ou topologia de rede melhor que o próprio cliente. Por que isso é possível? Com o rápido crescimento de redes, adoção de tecnologia, grandes equipes de suporte e rotação de pessoal, o conhecimento do cliente sobre sua própria rede pode ter ficado um pouco obscurecido. Em alguns casos, as pessoas que criaram a rede criaram o diagrama inicial, mas depois que saíram da empresa ou foram para novas posições, o diagrama nunca foi atualizado à medida que a nova tecnologia foi adotada. Mais comumente, as alterações são feitas para uma rede e hosts, com diagramas de rede sendo uma reflexão tardia. Portanto, o diagrama torna-se desatualizado e altamente impreciso. Como um hacker ético você deve estar preparado para encontrar esta situação, bem como estar pronto para sugerir melhorias à política e procedimentos operacionais que impediriam isso de acontecer. Lembre-se que se o cliente não sabe o que seu próprio ambiente parece ser, eles não têm ideia do que deve e não deve estar lá. (mais…)

Mapeamento de Redes com nmap – ferramenta de código aberto com diversas funcionalidades

O nmap (reduzido de “Network Mapper”) é uma ferramenta livre, de código aberto, utilizada para ma­peamento de redes e inclui diversas funcionalidades como: varredura de portas, detecção de versão de ser­viços, identificação remota de sistemas operacionais (OS fingerprinting), etc. Esta ferramenta foi criada por Gordon “Fyodor” Lyon, que ainda hoje participa ativamente do desenvolvimento da mesma. O nmap é uma ferramenta versátil que é muito utilizada, entre outros, em auditorias, teste de invasão, teste em firewalls e testes de conformidade.

O nmap, em geral, opera nas camadas de rede e transporte. Entretanto, também é capaz de manipular dados da camada de enlace (endereças MAC e requi­sições ARP, por exemplo) e de interpretar dados da camada de aplicação para inferir informações interes­santes a respeito de seu alvo (versões de serviços e sistemas operacionais, por exemplo).

A versão mais nova do nmap por ser obtida atra­vés do site oficial. Informações adicionais às apresentadas neste artigo podem ser encontradas na documentação oficial ou no livro de autoria do próprio Fyodor dedicado à ferramenta (Nmap Network Scanning, Gordon “Fyodor” Lyon, Insecure.com LCC Publishings. ISBN: 978­0979958717), que inclu­sive tem uma versão traduzida em português brasileiro (Exame de Redes com NMAP, Gordon “Fyodor” Lyon, Editora Ciência Moderna. ISBN: 978­8573938654). Parte deste livro está disponível gratuitamente na Internet para leitura e consulta. (mais…)