Dicas para obter a certificação PMP

O mercado de gerenciamento de projetos tem crescido muito nos últimos anos e tem se tornado foco nas especializações de profissionais das mais variadas áreas de atuação.

Sem dúvidas, há uma valorização cada vez maior das certificações relacionadas ao tema, principalmente da certificação PMP (Project Management Professional) doPMI (Project Management Institute), de longe a mais conhecida e valorizada no mercado brasileiro.

Para quem está se preparando ou pensando em iniciar apreparação para essa certificação, seguem abaixo algumas dicas fornecidas por professores de MBA einstrutores de cursos renomados, bem como por famosos blogs e profissionais que já passaram por essatemida experiência.

Torne-se membro do PMI

Se  você está pensando em fazer o exame PMP, essa é uma boa forma de economizar um dinheiro. A filiação PMI nova custa US$ 129 (e US$ 40 se for estudante de curso preparatório ou MBA), o que te permite um desconto de US$ 150 ($ 405 vs $ 555 para não-membros) no pagamento do exame. Além disso, existem muitos outros benefícios de ser membro do PMI, como acesso ao Guia PMBoK e outros padrões.

PMI

Obtenha e leia o Guia PMBOK®

Alguns sugerem a leitura do guia pelo menos uma vez, outros duas vezes (sugerido para quem não fez um curso regular). E aqui vai o primeiro benefício se você é um membro PMI: você tem acesso a uma cópia gratuita em PDF do guia, podendo-o ler em seu tablet ou smartphone, inclusive. Mas se prefere ler o livro em mãos, pesquise e compre o exemplar.

Obs.: Leia os três primeiros capítulos normalmente e leia o restante na sequência do fluxo dos processos que consta na página 43 do guia (4.1, 10.1, etc). Acredite, isso faz uma grande diferença!

Preencha a sua inscrição para o exame

Essa é uma forma de tornar a sua preparação para a certificação oficialmente real. O preenchimento do formulário on-line é trabalhoso e detalhado e você terá de estar preparado e documentado. Não se esqueça de preencher somente o que você pode provar, pois cerca de 10% das inscrições são auditadas aleatoriamente.

Faça um treinamento formal ou compre o material da Rita Mulcahy

Mesmo tendo-se experiência em GP, para alguns é imprescindível fazer um curso preparatórioou usar o excelente material da Rita, pois lhes dão dicas importantes sobre como passar no exame. Se usar o livro da Rita, leia-o duas vezes se possível.

RMC

Participe de grupos de discussão

Veja onde há pessoas falando sobre o exame PMP, se inscrevendo em blogs e em grupos do Linkedin. Se tiver uma smartphone conectado à internet, muito melhor, pois poderá ler o que está acontecendo no mundo do gerenciamento de projetos em qualquer lugar que estiver. No Twitter, você pode fazer buscas sobre as palavras-chaves relacionadas, como #PMP, #PMI e #PMBOK, e com certeza encontrará muitas dicas valiosas.

Use um dispositivo de gravação

Um smartphone ou qualquer mp3 player pode ser útil para gravar partes que precise decorar para escutar posteriormente. Embora a prova seja situacional e necessite juntar seu conhecimento teórico com o prático, muita coisa precisa ser memorizada para ir bem no exame.

Trate sua preparação como um projeto

Essa é uma recomendação muito interessante. Tratar sua preparação como um projeto trará benefícios como estar praticando os conceitos aprendidos e organizar seu plano de estudo. Um gráfico de marco ou gráfico de gantt simples, mostrando todas as tarefas e ações que você precisa tomar em ordem sequencial, irão fazer a diferença.

Agende seu exame

O ideal é você se inscrever para o exame o mais rapidamente possível, mesmo se você não se sentir pronto ainda. Isto irá criar um prazo e irá motivá-lo a se preparar de forma eficaz, criando um ponto final para o seu “projeto” e forçando-o a cumprir seu plano de estudo.

Treine o “memory dump”

O exame PMP vai testá-lo em uma variedade de conceitos e fórmulas. Você precisa ter as fórmulas memorizadas e os conceitos solidamente compreendidos. Os 15 minutos iniciais do exame são a parte do tutorial e você pode utilizá-los para “despejar” literalmente todas as fórmulas e conceitos que julgar importante no papel de rascunho que será fornecido. Isso é útilpara não se esquecer desses itens no momento de nervosismo ou de branco durante a prova.

Use Flashcards para fixar seus conhecimentos

Você pode utilizar o material completo da Rita que contém flashcards para fixar seu conhecimento ou criar os seus próprios, contendo os principais conceitos e as “entradas, ferramentas e técnicas, e saídas” que você precisa entender para passar no teste.

Estudar

Faça simulados

Os simulados da Rita (fast track) ou dos cursos preparatórios são fundamentais para se habituar à formulação e às pegadinhas das questões do exame, bem como há uma grande quantidade de simulados do PMP no mercado e na internet (mas cuidado com a qualidade desses).

Faça pelo menos dois simulados completos, com 4 horas de duração, como é o exame real, para se acostumar também com o desgaste físico e use o seus erros para retornar aos assuntos onde percebeu alguma dificuldade. Mas não repita muitas vezes o simulado para não se viciar nas respostas.

Tenha uma estratégia para o exame

É uma idéia muito boa ter uma estratégia de como você vai fazer o exame. Há muitas coisas aconsiderar quando se esbarra com uma estratégia:

• Lembre-se que todas as questões, independentemente da sua complexidade, valem exatamente o mesmo.

• Você tem uma média de 1,2 minutos (ou 72 segundos) para responder cada questão. Portanto, controle o relógio e não gaste tempo demais em uma só questão.

• Você tem apenas 4 horas para responder a tudo.

• Lembre-se você pode marcar questões que você não tiver certeza revisar mais tarde.

• Algumas perguntas possuem uma grande quantidade de texto inútil. Tente focar nas informações chaves.

• Programe intervalos periódicos para ir ao banheiro, esticar o corpo e relaxar a tensão, pois a prova é realmente desgastante.

PMP

Considere seus próprios meios de estudo

Todas essas dicas foram coletadas das mais variadas fontes e de vários especialistas no assunto. Entretanto não há fórmula mágica. Existem profissionais que passaram no exame somente estudando nas viagens de aviãos, enquanto outros fizeram duas ou três tentativas até conseguir a certificação. Portanto, adeque essas informações às suas características e estude bastante. Com certeza valerá a pena no final!

Fonte: Administradores por Júnior Rodrigues

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Certificações que possuo: CompTIA Security+, EXIN EHF, MCSO, MCRM, ITIL v3. Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão e Governança de TI, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!