Trojan Utiliza Google Docs para Comunicação com Servidor de Comando e Controle

image_pdfimage_print

A empresa de segurança Symantec, descobriu a existência de um trojan chamado Backdoor.Makadocs, que se esconde em documentos Rich Text Format (RTF) e no Microsoft Word para injetar código malicioso através do Trojan.Dropper. Aparentemente, este trojan utiliza o serviço Google Docs para se comunicar com seu servidor de Comando e Controle (C & C). A Symantec, atualmente, classifica o nível de ameaça desse trojan como “muito baixa”. Em uma mensagem postada em seu blog, a empresa diz que as investidas parecem ser direcionadas a usuários no Brasil.

Aparentemente, o trojan transfere informações, como o nome do computador infectado, host e sistema operacional utilizado na referida máquina. A empresa também diz que ele já foi atualizado para o recém-lançado Windows 8 e com o Windows Server 2012. A característica incomum apresentada por este trojan é o uso do Google Docs: o serviço online oferece um visualizador, que carrega e exibe vários tipos de arquivos através de URLs. Dessa forma, a Symantec diz que Backdoor.Makadocs utiliza este artifício para entrar em contato com o seu servidor de Comando e Controle (C & C).

Esse processo, de maneira aparente, impede o tráfego de dados entre o sistema infectado e o servidor C & C (em relação a uma possível descoberta). De acordo com a Symantec, as conexões do Google Docs são criptografadas utilizando HTTPS e são, portanto, difíceis de ser bloqueadas localmente. No entanto, a empresa acrescentou que o Google poderia impedir o viewer de ser utilizado, pelas implementações de um firewall.

Fonte: Under-Linux

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense. Sempre disposto a receber sugestões de assuntos para criar uma postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!