Conficker: 3º aniversário e mais de 11.000.000 de vítimas

image_pdfimage_print

Malware cujo principal alvo são computadores que rodam Windows é a maior ameaça de todos os tempos.

A M3Corp, empresa especializada em serviços voltados para a internet, declarou que o Conficker é o malware que mais atingiu computadores no mundo inteiro. Durante seus três anos de existência, o vírus deixou mais de 11 milhões de máquina infectadas, todas utilizando o Windows como sistema operacional.

Na opinião do próprio executivo da M3Corp, Vinicius Maciel, o provável é que o Conficker continue infectando computadores no mundo todo nos próximos anos. Porém, ainda segundo Maciel, existem algumas medidas que podem ser tomadas para diminuir os riscos de isso acontecer:

  • Atualização do sistema operacional, de acordo com o boletim MS08-67 da Microsoft e com Maciel;
  • Desativação da reprodução automática de dispositivos portáteis, como pendrives, CDs e DVDs;
  • Criação de senhas mais fortes, que utilizem combinações de letras, números e símbolos, por exemplo;
  • Utilização de uma solução NAC (Network Access Control). Para este caso, o executivo da M3Corp indica o NAC da Sophos, uma das parceiras da empresa;
  • Desativação do compartilhamento automático de arquivos e impressoras;
  • Uso e atualização constante de um antivírus corporativo.

Para as pessoas que já estão com suas máquinas infectadas pelo malware, a M3Corp oferece gratuitamente a ferramenta Conficker Removal Tool. Aliando os cuidados mencionados na lista acima ao uso desse aplicativo disponibilizado pela empresa, o risco de ter o computador atingido pelo Conficker é anulado.

Fonte: Tecmundo

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense. Sempre disposto a receber sugestões de assuntos para criar uma postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!