Compatibilidade com Navegadores

Internet Explorer, criado pela Microsoft, foi o mais popular navegador da web por muitos anos. Mas esta diferença está a diminuir com Mozilla Firefox, por uma comunidade de fonte aberta e também agora o mais novo no mercado navegador do Google, o Chrome.

Nas últimas contagens, o site Mozilla afirma que mais de 64 milhões de usuários, utilizam o Firefox na internet. E esse número só tende a crescer a cada dia que passa.

Mas a questão é: E a compatibilidade? A forma como são desenvolvidos os navegadores, podem fazer com que uma mesma página seja exibida diferentemente em cada um dos navegadores. Algumas diferenças bem notáveis e outras nem tanto, quem sabe até nenhuma.

Um exemplo, antigo, é a da tag  IFRAME, que era mostrada perfeitamente no Internet Explorer e não era mostrada no Firefox. Hoje em dia, esse e muitos outros problemas já foram resolvidos, mas ainda não está o suficiente.

Com esse problema em vista, os web masters, devem fazer de tudo para que sua página possa ser visualizada em qualquer navegador, ou pelo menos na maioria, igualmente. Senão, ele pode estar em grande risco de perder uma grande porcentagem de visitantes. Não há nada pior do que navegar em um site, e não ser capaz de vê-lo corretamente em um determinado navegador. Eu, pelo menos, odeio isso.

A solução para os webmasters é fazer todas as suas páginas em XHTML. Sites que utilizarem isso, têm maior chance de serem visualizados corretamente nos principais navegadores.

XHTML é a próxima geração da web linguagem, e está sendo preparado para substituir HTML eventualmente. XHTML foi elaborado em janeiro de 2000.

XHTML não é uma língua difícil de aprender, é basicamente idêntico ao HTML, mas a principal diferença é que tags em XHTML sempre tem uma tag de fechamento.

Por exemplo, uma tag de HTML <IMG SRC=””> não tem qualquer efeito tag. Em XHTML o <IMG SRC=””> tag tem o fim de tag />, ou seja, será assim: <IMG SRC=”” />

Mais informações sobre a aprendizagem XHTML pode ser encontrada no aqui.

Uma vez que você tenha construído suas páginas XHTML, então você poderá validá-las no site aqui.

Além disso, a fim de garantir a validação de compatibilidade de suas páginas com os navegadores, você pode utilizar o validador de CSS.

Espero que tenha sido útil. Grande abraço!

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Certificações que possuo: CompTIA Security+, EXIN EHF, MCSO, MCRM, ITIL v3. Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão e Governança de TI, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense.

One Response to “Compatibilidade com Navegadores”

  1. […] utilizado. Por enquanto você pode ler um pouco mais sobre isso no post que fiz chamado “Compatibilidade com Navegadores“. Pretendo escrever muitos outros pequenos artigos sobre esse […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!