5 dicas para profissionais que não conseguem acordar cedo

São Paulo – Para alguns profissionais, acordar cedo é sinônimo de ter mais tempo para realizar tarefas e uma postura certeira para ser bem sucedido na carreira. Para outros, o dia só começa depois do meio-dia.

Para José Roberto Marques, presidente do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC), não existe um perfil profissional melhor que o outro, mas quando a postura de “só funciono depois do almoço” começa a afetar seus pares e outros colegas de trabalho é um sinal de que o profissional precisa rever suas atitudes.

Confira as recomendações do especialista para quem tem este problema:

Agende reuniões internas durante a manhã – Quando a equipe está envolvida, o profissional evitará se autosabotar com a desculpa de que não consegue acordar.

“Mas quando a reunião é externa com um cliente, se a pessoa não se sente disposta, é melhor marcar para depois do almoço”, afirma Marques.

Exercite-se – O especialista afirma que quando o horário do expediente não é negociável, que o profissional tente realizar atividades que envolvam movimento, que gaste energia em vez de recorrer somente ao café.

“Confunda” sua mente – De acordo com Marques o profissional deve fazer uma estratégia mental de que aquele horário que ele considera um “absurdo” de cedo é na verdade um horário aceitável para ele.

“Em vez de falar odeio acordar cedo, tenho que acordar às 6h, tente visualizar que são 10h. O ideal é tentar não sofrer”, explica.

Realize tarefas “mecânicas” – Se procrastinar durante a manhã no trabalho, na sua opinião, é inevitável, evite vagar em redes sociais. Limpe sua mesa de trabalho, atualize seu currículo, leia ou mande e-mails.

Relembre momentos – “Algum dia durante a manhã você fez algo extraordinário?”, questiona Marques. Para ele, o profissional deve focar nos ganhos profissionais caso ele mude de atitude. Ou, que considere as vantagens de não “funcionar” durante a manhã.

Fonte: INFO

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL).
Certificações que possuo: CompTIA Security+, EXIN EHF, MCSO, MCRM, ITIL v3.
Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão e Governança de TI, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!