dicas

Um líder nasce líder ou pode ser construído?

O especialista em gestão Vicente Falconi responde a dúvidas dos leitores de EXAME sobre o perfil do líder –  o profissional já nasce com características para liderar ou pode construí-las ao longo de sua carreira?

1. Em sua opinião, liderança é uma característica inata ou conquistada com treinamento?
Anônimo

Essa é uma questão que rende muita discussão. o que é um líder? Eis a definição de que gosto muito: líder é quem bate metas com seu time, e de forma ética. Repare que, de acordo com essa definição de líder, existe o pressuposto de que ele deve ser muito bom em bater metas, sim. Mas sabe que quem bate a meta é o time — e não ele. (mais…)

Os 7 pecados capitais do e-mail de trabalho

Muita gente tem uma relação de amor e ódio com e-mails profissionais. Ao mesmo tempo em que facilitam e aceleram a comunicação do dia a dia, as mensagens eletrônicas frequentemente causam aborrecimentos e até conflitos com colegas, chefes e subordinados.

Quase sempre, a irritação provocada pelos recados é resultado do comportamento desatento dos seus remetentes. As gafes vão do excesso de informalidade na linguagem ao uso indevido de botões como “Responder a todos” e “Mandar com cópia oculta”.

Quer saber você está respeitando a etiqueta corporativa quando o assunto é e-mail de trabalho? O site Business Insider compilou os erros mais graves que um profissional pode cometer com a ferramenta. Confira os 7 piores a seguir: (mais…)

5 regras de networking para quem está em início de carreira

Fazer networking é muito difícil: são raros os profissionais que realmente cuidam das suas redes de contatos de forma estratégica, mesmo entre aqueles que já acumulam décadas de experiência no mercado.

Para um jovem universitário ou recém-formado, o desafio vem em dobro. Por ter tido poucas vivências profissionais até o momento, ele conhece um número reduzido de pessoas e acredita que não tem muito a oferecer a elas em troca de uma oportunidade.

No entanto, o quadro não é tão dramático quanto parece: quem está em início de carreira está em perfeitas condições para construir um círculo de contatos amplo e eficiente, diz Maurício Cardoso, co-fundador do Clube do Networking.

O primeiro passo é entender a estrutura de uma boa rede profissional. Cardoso divide a composição desse grupo em cinco categorias: (mais…)

5 hábitos que você deve perder para ser mais produtivo

Quem é que nunca sofreu ao se dar conta de que perdeu o dia inteiro fazendo coisas inúteis e não conseguiu terminar a única coisa que realmente precisava fazer, não é mesmo? Ou então levou um dia inteiro para acabar um trabalho besta.

Na área de administração e gestão, fala-se da chamada Lei de Parkinson, segundo a qual “O trabalho se expande de modo a preencher o tempo disponível para a sua realização”.

Segundo o historiador e administrador inglês Cyril Northcote Parkinson, vamos sempre nos ajustar para usar todo o prazo disponível para terminar uma tarefa – por mais simples que ela seja.

Se você tem um dia todo para escrever um artigo que demoraria uma hora a ser feito, tende a usar esse dia todo para terminá-lo. Mas é claro que essa “lei” diz respeito a uma tendência que pode ser evitada. E alguns hábitos favorecem erros desse tipo. Veja cinco deles. (mais…)

As vantagens dos introvertidos no mercado profissional

Manheimer se dedica a escrever malas-diretas e outras correspondências que muitos de nós tendemos a jogar no lixo – está entre os profissionais mais solicitados dos Estados Unidos nesse ramo. Para ele, trata-se do trabalho perfeito para quem é introvertido: nunca tem de encontrar clientes e faz toda sua comunicação pela internet.

No tempo livre, gosta de passear com seu cachorro ou dar comida aos cavalos. “Eu até gosto de gente. Mas não funciono em empresas, cheias de politicagem”, afirma.

Essa dificuldade é comum entre indivíduos introvertidos. E não se trata de pessoas necessariamente tímidas, mas que preferem ambientes mais calmos para trabalhar. (mais…)

60 erros de português muito comuns no mundo do trabalho

Falar e escrever corretamente é obrigatório para se dar bem em qualquer profissão. Além de ter uma redação bem estruturada, é preciso dominar a norma culta do português para ser admitido em qualquer processo seletivo, manter-se empregado e alçar novas posições hierárquicas.

Apesar disso, os tropeços na língua são incrivelmente frequentes no mundo corporativo. E-mails, relatórios, artigos e apresentações estão infestados de erros de ortografia, sintaxe, regência, pontuação e conjugação verbal.

Para Rosângela Cremaschi, consultora empresarial na RC7 e professora de comunicação na FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado), a insuficiência da educação de base do brasileiro faz com que muita gente ingresse no mercado de trabalho com fortes dúvidas sobre o próprio idioma.

Quanto mais alto o cargo, piores são os efeitos dos “tropeços” para a imagem do profissional, diz Reinaldo Passadori, presidente do Instituto Passadori e especialista em comunicação verbal. (mais…)

Seis necessidades dos profissionais de TI, segundo a Totvs

Fabricante brasileira de ERP realizou um levantamento interno que aponta o que os colaboradores esperam de suas carreiras.

O Totvs realizou uma pesquisa interna com o objetivo de mapear e entender quem são e o que querem os profissionais de nível técnico da companhia. A iniciativa foi conduzida pelo laboratório de inovação da fabricante brasileira de softwares de gestão.

O estudo traçou o perfil e as necessidades de um técnico em TI, utilizando como base de amostragem mais de três mil especialistas. O projeto envolveu 14 áreas em seis cidades: São Paulo, Belo Horizonte, Caxias do Sul, Joinville, Porto Alegre e Mountain View (EUA).

Foram ouvidos tanto profissionais recém-contratados quanto com muitos anos de casa, desenvolvedores e especialistas. Além deles, líderes, coordenadores, gerentes, diretores e vice-presidentes também foram entrevistados. O objetivo era ter um panorama de 360º sobre o papel do técnico no dia a dia da companhia.

Entre todos os dados consolidados, foram apontadas seis necessidades comuns desses profissionais. São elas: (mais…)

Veja o que os recrutadores mais olham no currículo

Em meio a tantos currículos que chegam aos recrutadores, que informações captam a atenção deles? De acordo com o Love Mondays, site de avaliações de empresas, salários e vagas de emprego, uma prévia de um currículo dura cerca de 30 segundos, tempo suficiente para saber se ele deve ser mantido ou descartado.

De acordo com o site, os analistas de RH geralmente atentam às informações principais para, então, decidir se o currículo merece ou não ser analisado, e é nesse momento que o candidato precisa “fisgar” o seu futuro empregador.

Veja abaixo as dicas divulgadas pelo Love Mondays que garantem que o currículo seja atraente e fique na lista dos que merecem ser analisados depois: (mais…)

10 perguntas que você pode (ou não) fazer numa entrevista

São Paulo — Ao se preparar para uma entrevista de emprego, é natural que você se preocupe bastante com as respostas que dará ao avaliador. Mas isso não é suficiente: também é preciso pensar nas perguntas que você fará a ele.

Especialistas em recrutamento são unânimes na percepção de que um candidato se diferencia não só pelo que afirma, mas também pelo que questiona ao longo de um processo seletivo.

“Ao mostrar curiosidade pela empresa e pela vaga, você transmite interesse, maturidade e visão a longo prazo ”, diz Patrícia Tourinho, gerente executiva da consultoria Michael Page. “É uma forma de dizer para a empresa que você está realmente interessado em trabalhar lá”.

De acordo com Roberto Santos, sócio-diretor da Ateliê RH, o objetivo de qualquer entrevista de emprego é abrir um canal de diálogo sincero entre as duas partes. Por isso, o candidato pode e deve fazer perguntas — até para medir seu grau de compatibilidade com a vaga. (mais…)

Sete dicas para causar uma boa impressão em um novo emprego

O primeiro mês em uma nova empresa é crucial para qualquer pessoa. Veja como melhorar seu período de ambientação.

O primeiro mês em um novo emprego é, definitivamente, o mais crítico e pode definir o período que você permanecerá na companhia. Suas ações e reações podem criar uma boa ou péssima imagem a seu respeito com colegas, definindo o desenrolar de sua carreira no curto prazo. Todd Dean, cofundador e CMO do app de recrutamento Wirkn, citou sete dicas para causar uma boa impressão.

1. Faça a lição de casa

Antes do primeiro dia na nova empresa, é importante fazer um trabalho intenso de pesquisa sobre aquela organização e a tarefa que terá que executar lá. Tente descobrir o máximo possível a respeito da companhia, do setor onde atua, sua cultura e como a função que desempenhará se encaixa nos objetivos estratégicos da empresa. (mais…)

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!