Big Data e nuvem: carreiras em alta em 2013 no Brasil

image_pdfimage_print

Profissionais com domínio de Big Data e cloud computing têm grandes oportunidades para crescimento da carreira em 2013. Pelo menos é o que mostra um estudo realizado pela CTPartners, consultoria global que atua na busca de executivos para o alto escalão. A pesquisa revelou que essas duas áreas são as mais quentes deste ano.

Essa constatação faz parte de uma pesquisa que revelou que o setor de Tecnologia da Informação é um dos três segmentos da economia que oferece as melhores oportunidades de contratação e desenvolvimento de carreira de 2013. Os outros dois setores que se destacaram foram saúde e mercado financeiro.

O levantamento sobre “hot jobs” realizado pela CTPartners está na 18ª edição e englobou os Estados Unidos. Apesar de ter avaliado as oportunidades no mercado norte-americano, Ana Cláudia Reis, responsável pelas práticas de Tecnologia, Mídia & Telecomunicações e Serviços Profissionais e sócia da CTPartners no Brasil, analisa que a realidade não é muito diferente da do Brasil.

De acordo com o levantamento, o setor de TI registra uma forte demanda por executivos com conhecimento em múltiplas plataformas, bem como profissionais capazes de desenvolver e implementar estratégias online em várias frentes.

Entre os profissionais mais procurados pelas companhias estão os com competência para lidar com Big Data e cloud computing. A pesquisa revelou que os executivos de TI que serão mais buscados em 2013 são para as posições de Head of Analytics Big Data, vice-presidente de Cloud Services, diretor de Multichannel, vice-presidente Digital de Marketing, Consumer Internet Chief e Chief Information Officer Marketing (CMIO).

Ana Claudia constata que as companhias perceberam que precisam usar informações para tomada de decisão dos negócios. Ela observa que o mundo hoje é digital e que a nova geração, que está conectada pelas redes sociais, acessa conteúdo de forma diferente. “As empresas têm que se adaptar para essa nova realidade e estão buscando novos profissionais”, diz a sócia da CTPartners no Brasil.

Com a nova geração de consumidores plugada na internet, principalmente por dispositivos móveis em qualquer lugar e hora, aumenta a quantidade de dados que circula dentro das empresas. São na maioria dos casos informações não- estruturadas, como vídeo, fotos e textos que precisam garimpadas para extração de dados relevantes que possam apoiar as áreas de negócios.

Esse cenário abriu oportunidade para especialistas em Big Data, que o mercado está titulando de cientista de dados. Trata-se de um tipo de mão de obra ainda escassa não apenas no Brasil como em outras regiões do mundo.

Não há ainda no mercado brasileiro cursos de graduação para formar cientistas de dados, que são profissionais com características multidisciplinar. Eles têm que ser bons em matemática, estatística e ter domínio de TI.

Estudos do Gartner apontam que o crescimento das iniciativas de Big Data vai exigir a contratação de um exército de 4,4 milhões de profissionais em todo o mundo até 2015. Desse total, 500 mil vagas devem ser abertas no Brasil, desafiando as companhias, que enfrentam hoje problemas hoje com a falta de mão de obra especializada.

A recomendação de Ana Cláudia é que as companhias comecem desde já a investir na capacitação de seus especialistas em Big Data. “Como esse profissional não é técnico nem da área de negócio, ele não existe no mercado”, ressalta a executiva.

A executiva alerta que a demanda pelos projetos de Big Data deve explodir daqui a dois anos. Assim as empresas que começarem agora a capacitar talentos terão especialistas prontos. Elas terão vantagem competitiva frente às outras que não fizeram diz Ana Cláudia.

Especialistas com competência em computação na nuvem também estarão em alta em 2013, segundo a CTPartners. Ana Cláudia observa que empresas de serviços estão se estruturando para explorar esse mercado, que está ganhando força no Brasil, e precisam desses talentos. Ela aponta oportunidades para diretores de cloud, com conhecimento em infraestrutura.

Big Data e nuvem: carreiras em alta em 2013 no Brasil – Gestão – CIO.

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense. Sempre disposto a receber sugestões de assuntos para criar uma postagem.

2 Responses to “Big Data e nuvem: carreiras em alta em 2013 no Brasil”

  1. […] Read the original: Big Data e nuvem: carreiras em alta em 2013 no Brasil | Diego … […]

  2. […] Here is the original post: Big Data e nuvem: carreiras em alta em 2013 no Brasil | Diego … […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!