Acelere sua carreira em TI

image_pdfimage_print

A geração Y pode ocupar a maioria dos cubículos no Vale do Silício, mas ainda há um lugar para os profissionais de TI mais experientes. O truque é ser relevante em uma época de tendências passageiras e clientes inconstantes.

Basta perguntar a Dr. John Wooten. Na idade madura, 70 anos, Wooten é CTO da ShouldersCorp, empresa de consultoria baseada em Virginia que ele cofundou com o Dr. Tom Love, coinventor da linguagem de programação Objective-C. “Aqueles de nós que são um pouco mais velhos têm aprendido a melhorar constantemente nossas habilidades”, diz Wooten. “Você tem que constantemente ler e atualizar suas habilidades e aprender o que está acontecendo. Caso contrário, você está fazendo algo que alguém fez há 30 anos, e ninguém vai se interessar.”

O executivo oferece algumas dicas para os profissionais de TI.

– Saia dos trilhos de vez em quando. Trabalhar com códigos que requerem muita manutenção pode se tornar uma tarefa cansativa, especialmente quando você vem fazendo isso há anos. Para combater a fadiga, Wooten baixou Ruby On Rails e começou a jogar. “É uma boa ferramenta para criar scripts de manutenção”, diz ele. “Por exemplo, se você tem um banco de dados muito complicado, você tem que escrever um monte de código – que é nada mais que a adição de usuários e endereços. Todas estas pequenas peças têm de ser trabalhadas, mas Ruby On Rails permite construí-las quase que mecanicamente”. Ao aprender mais sobre integrar todos os recursos necessários, Wooten tem apenas atualizado o curso que ele precisava para continuar a criar um ótimo código.

– Explore novos estados. Ao longo dos anos, Wooten diz que é fácil para os desenvolvedores de software criar o padrão de escrever s “num sentido muito restrito – como um programa de PC”. A fim de permanecer relevante, de acordo com Wooten, é fundamental que os profissionais de TI aprendam a criar aplicações corporativas e sistemas de análises adequadas que permitam uma maior escalabilidade. Para fazer isso, o executivo começou a estudar o desenvolvimento da Web sem informações de estado. “Foi outra maneira de lidar com trocas complexas”, diz ele. “No passado, tendemos a manter o estado em várias partes do software. Mas o que eu finalmente tive que fazer foi descobrir que há uma maneira para que eu não tenha que manter as informações de estado em um determinado lugar.”

– Faça test-drive de novos processos de desenvolvimento. Por trabalhar dia após dia os profissionais de TI podem facilmente tornar-se oprimido com o desenvolvimento de requisitos de sistema. Para evitar esse destino, Wooten entrou em desenvolvimento orientado a testes e desenvolvimento ágil. Ao invés de ficar preso no buraco negro dos processos de desenvolvimento de software, Wooten explica: “Eu converso com um cliente, descubro o que eles querem fazer e escrevo um teste para ver o que funciona.”

– Construa suas próprias aplicações. Enquanto tentava descobrir quanto tempo é preciso para desenvolver um determinado software, Wooten decidiu “tornar isso divertido.” Ao invés de registrar dados em planilhas, ele decidiu escrever um aplicativo para iPhone que iria realizar o mesmo trabalho. “Essa ajuda não só automatiza o tempo de ciclos de desenvolvimento de software, mas é também uma forma de aprender como criar um aplicativo para iPhone”, diz ele.

Fonte:  Information Week

 

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense. Sempre disposto a receber sugestões de assuntos para criar uma postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!