12 de abril de 2017

Entendendo o que são malwares

Um dos problemas proeminentes que surgiu com a disseminação da tecnologia é o malware. Malware é um termo que abrange vírus, worms, cavalos de Tróia e bombas lógicas, bem como adware e spyware. Estes tipos de malware causaram uma série de problemas ao longo dos anos, que vão desde simples aborrecimentos a perigosos e maliciosos exploits. Softwares que se encaixam na categoria de malware, evoluíram drasticamente até incluir a capacidade de roubar senhas, informações pessoais e identidades, bem como danos hardware em alguns casos (como Stuxnet fez).

Malware é um termo novo, abrangente, mas os tipos de software que cobre estão longe de ser novos. Vírus e worms são algumas das mais antigas formas de softwares maliciosos existentes. O que mudou é o poder da tecnologia, a criatividade dos projetistas e o efeito de novos métodos de distribuição, como redes mais complexas, compartilhamento de arquivos peer-to-peer, conectados sempre à Internet e outros mecanismos que venho a tona durante os anos.

Veremos também os covert channels, cuja utilização aumentou gradualmente. Esses canais são componentes desconhecidos e não monitorados de um sistema que pode ser explorado para obter acesso ao sistema. Através do uso de um covert channel, um invasor poderá ser capaz de conseguir o acesso a um sistema sem o conhecimento do proprietário ou atrasar a detecção tanto que, no momento em que o ponto de entrada é descoberto, é tarde demais para o defensor fazer algo sobre isso. (mais…)

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!