Senhas de membros do LinkedIn vazam, confirma rede social

image_pdfimage_print

O LinkedIn confirma, em seu blog oficial, que as senhas de “algumas contas” vazaram na manhã desta quarta (6/6). Em texto de Vicente Silveira, diretor da rede, a empresa afirma que já cancelou as senhas das contas comprometidas. “Esses usuários afetados receberão um e-mail com instruções sobre como modificar a senha e garantir o acesso”, diz o texto.

Em nenhum momento o executivo revela o número de usuários afetados pelo problema ou qual foi o motivo do vazamento.

Um arquivo com 6,45 milhões de senhas foi postado em um fórum russo, e crackers estão no processo de descompactação. Apesar de criptografadas com um método considerado seguro (SHA-1), ao que tudo indica a rede também as armazenava em um arquivo com menos sofisticação. Por isso, a decodificação não é complicada.

Ainda não está claro se as senhas estão associadas aos e-mails, nem como elas foram obtidas. De toda forma, é um bom procedimento de segurança alterar sua password na rede social.

Para fazer isso, logue-se em sua conta.  No canto superior da página, clique sobre seu nome e escolha “configurações” no menu drop-down.

Selecione alterar senha e entre com uma nova, duas vezes. Escolha uma sequência de letras, números e pontuação, e jamais use senhas iguais em serviços web.

Fonte: Computer World

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Certificações que possuo: CompTIA Security+, EXIN EHF, MCSO, MCRM, ITIL v3. Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão e Governança de TI, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense.

One Response to “Senhas de membros do LinkedIn vazam, confirma rede social”

  1. Jorge disse:

    Foi criado um site para saber se a senha do linkedin foi revelado ou não.
    Muito interessante, o link é: http://leakedin.org/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!