Figuras de linguagem

image_pdfimage_print

Assuntos de PORTUGUÊS? Sim! Afinal, estou estudando para concurso e sempre é bom compartilhar o meu material de estudo, resumos e etc. Então, não estranhem a partir de agora, se no meio dos assuntos surgir algo de português.

As figuras de linguagem são recursos que se pode aplicar no texto para conseguir um efeito determinado na interpretação do leitor, tornando a mensagem mais expresiva. É muito usada no dia-a-dia das pessoas, nas canções e também é um recurso literário. Tais recursos podem relacionar-se com os aspectos semânticos, fonológicos ou sintáticos das palavras. Apesar de haver uma regra geral para o seu uso, podem ser classificadas de diversas maneiras e pode ser divida da seguinte maneira:

Figuras de palavras (figuras semânticas ou tropos)

  • Alegoria
  • Ambiguidade
  • Antífrase
  • Antítese
  • Antonomásia ou perífrase
  • Apóstrofe
  • Cacofonia
  • Catacrese
  • Comparação por símile
  • Comparação simples
  • Disfemismo
  • Eufemismo
  • Enumeração
  • Gradação
  • Hipálage
  • Hipérbato
  • Hipérbole
  • Ironia
  • Litotes
  • Metáfora
  • Metalepse
  • Metonímia (ou sinédoque)
  • Onomatopeia
  • Oximoro
  • Paradoxo
  • Personificação (ou prosopopeia)
  • Sinestesia

Figuras de construção (ou figuras sintáticas)

  • Aliteração
  • Assonância
  • Anacoluto
  • Anadiplose
  • Anáfora
  • Analepse
  • Assíndeto
  • Circunlóquio
  • Clímax
  • Diácope
  • Elipse
  • Epizêuxis
  • Inversão ou hipérbato
  • Paronomásia
  • Pleonasmo
  • Polissíndeto
  • Sínquise
  • Silepse
  • Zeugma
  • Zoomorfização (ou animalização)

 

Agora vamos ver as mais comuns.

Antítese e Paradoxo

Paradoxo é a aproximação de ideias contrárias.

  • Ex.: Já estou cheio de me sentir vazio.

Antítese apresenta idéias contrárias em oposição.

  • Ex.: Ele não odeia, ama.

Catacrese

Acontece quando por falta de um termo para determinar um conceito, usa-se uma palavra com conceito já estabelecido como empréstimo. Entretanto, devido ao uso contínuo, não mais se percebe que ele está sendo empregado em sentido figurado.
O pé da mesa estava quebrado.

  • Ex.: Não deixe de colocar dois dentes de alho na comida.

Sinestesia

Consiste na junção de impressões sensoriais diferentes.

  • Ex.: Aquela criança tem um olhar tão doce.

Comparação

Acontece quando existe uma comparação feita entre dois termos com o uso de um conectivo.

  • Ex.: O Amor queima como o fogo.

Metáfora

Consiste em empregar um termo com significado diferente do habitual, com base numa relação de similaridade entre o sentido próprio e o sentido figurado. Resultado da imaginação de quem cria

  • Ex.: O José é uma “raposa”.

Disfemismo ou Cacofemismo

É uma figura que emprega termos ou expressões depreciativas, sarcásticas ou chulas para fazer referência a um determinado tema, coisa ou pessoa. Expressões disfêmicas são freqüentemente usadas para criar situações de humor.

  • Ex.: Comer capim pela raiz.

Hipérbole ou Auxese

É a figura de linguagem que consiste no exagero.

  • Ex.: “Rios te correrão dos olhos, se chorares!”

Metonímia ou Transnominação

Como a metáfora, consiste no empréstimo de palavras, ou seja, uma palavra que usualmente significa uma coisa passa a ser usada com outro significado. No entanto, a transposição de significados não é mais feita com base em traços de semelhança, como na metáfora, mas em alguma relação lógica entre os termos.

  • Não tinha teto em que se abrigasse. (teto em lugar de casa)
  • Ex.: Lemos Machado de Assis por interesse. (Ninguém, na verdade, lê o autor, mas as obras dele em geral.)

Personificação ou Prosopopéia

É uma figura de estilo que consiste em atribuir a objetos inanimados ou seres irracionais sentimentos ou ações próprias dos seres humanos.

  • Ex.: O Sol amanheceu triste e escondido.

Perífrase

Consiste no emprego de palavras para definir o objeto de acordo com suas características ou qualidades.

  • Ex.: Ele é o rei dos animais. (Leão)
  • Ex.: Visitamos a cidade-luz. (Paris)

Ironia

Consiste em apresentar um termo em sentido oposto.

  • Ex.: Meu irmão é um santinho (malcriado).

Eufemismo

Consiste em suavizar um contexto.

  • Ex.: Você faltou com a verdade (Em lugar de mentiu).

Como o esta não é a minha área, fico a inteira disposição para receber um auxílio com materiais e ajuda a construir uma postagem mais completa.

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Certificações que possuo: CompTIA Security+, EXIN EHF, MCSO, MCRM, ITIL v3. Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão e Governança de TI, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!