Botnet ZeroAccess Escraviza Milhões de Computadores

O rootkit ZeroAccess, há muito tempo, vem espionando usuários infectados, escondendo-se de soluções antivírus instaladas nos sistemas operacionais e tentando, de todas as maneiras, fazer com que essas soluções não surtam efeito, redirecionando pesquisas online de usuários para páginas maliciosas, onde há a indução de um download adicional de malware, aguardando os comandos enviados pelos cibercriminosos.

Os computadores comprometidos são escravizados em um botnet peer-to-peer, que tem crescido lentamente ao longo dos anos e agora conta com cerca de um milhão de PCs ativos infectados. Esse número é enorme, preocupante, mas quando comparado com os nove milhões de computadores que tinham a versão mais recente do rootkit instalado em um determinado ponto, parece que a situação não é tão grave assim. Os maiores números de máquinas infectadas foram previsivelmente vistos nos EUA, no Canadá e na Europa Ocidental,  embora não haja, aparentemente, nenhum país no mundo que não tenha pelo menos um computador infectado. 

Fonte: Under-Linux

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL).
Certificações que possuo: CompTIA Security+, EXIN EHF, MCSO, MCRM, ITIL v3.
Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão e Governança de TI, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!