Seis passos para se recolocar no mercado de trabalho

image_pdfimage_print

Assim como as atribuições dos gestores de TI, as formas como esses executivos devem agir durante o processo de recolocação profissional mudaram. Enviar dezenas de currículos genéricos por e-mail é um exemplo de iniciativa que, além de não ajudar, pode piorar a percepção dos recrutadores e dos potenciais contratantes sobre o candidato.

Mais do que capacitação, experiência e networking, o profissional deve, na prática, adotar uma estratégia para conseguir se comunicar diretamente com os responsáveis pela seleção de executivos. Para tanto, seguem algumas dicas de como se aproximar dos recrutadores e causar neles a percepção de credibilidade:

1. Foque suas atividades e o envio de currículos de acordo com o possível empregador ou empresa de recrutamento. Customize ao máximo o material que será enviado a tal profissional e destaque as atividades realizadas que sejam mais relacionadas às necessidades da vaga pleiteada;

2. Trate o recrutador formalmente, mas de modo casual. Dispense frases feitas e respostas como “meu maior defeito é trabalhar demais” ou “sou muito exigente comigo mesmo e não finalizo uma tarefa até que esteja perfeita”. Aja da forma mais natural possível para que o futuro empregador consiga conhecer um pouco de sua personalidade pelo currículo ou entrevista;

3. Não tente esconder períodos nos quais ficou desempregado no currículo. Assim que o recrutador perceber que você não citou determinada época, perceberá a omissão e terá uma péssima primeira impressão. Preencha esses gaps no currículo listando trabalhos voluntários e/ou cursos realizados no período;

4. Resuma as informações que devem ser passadas ao recrutador. Enfatize as experiências relacionadas ao trabalho ao qual está pleiteando e elimine dados muito antigos ou que não tenham relevância. Lembrem-se de que o contratante não tem muito tempo para dedicar a cada currículo recebido;

5. No caso das referências, passe os contatos apenas dos profissionais com os quais trabalhou nas atividades relacionadas à vaga em questão. Não se preocupe com cargos e sim com o conteúdo que esses antigos colegas poderão passar ao contratante;

6. Mesmo depois de se recolocar, continue os esforços para fazer networking.

Seis passos para se recolocar no mercado de trabalho – Carreira – CIO.

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense. Sempre disposto a receber sugestões de assuntos para criar uma postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!