Segurança: cinco dicas sobre o que fazer quando houver vazamentos de senhas em redes sociais

image_pdfimage_print

Nas últimas 48 horas, três grandes redes sociais (LinkedInLast.fm e eHarmony) sofreram invasão de crackers e tiveram dados de usuários roubados. Em meio às dúvidas sobre o que fazer em casos como esses, o UOL Tecnologia mostra cinco atitudes que devem ser tomadas quando houver vazamento de senhas em grandes redes sociais.

1 – Troque a senha imediatamente

A primeira coisa a fazer é trocar a sua senha. Como a maioria das redes sociais usam criptografia para proteger os dados dos seus usuários, leva um tempo para os crackers terem acesso direto a sua senha. Se você trocar a palavra-chave nesse período, manterá sua conta relativamente segura.

2 – Crie uma senha segura

É uma dica que não vale apenas em casos de vazamentos de senhas, mas situações como essas podem ajudar na hora de uma mudança de atitude. Na hora em que for trocar de senha, pense em uma palavra-chave que tenha no mínimo oito dígitos e que conte com números, letras e caracteres especiais (como asteriscos ou arrobas).

3 – Fique de olho nas senhas de suas outras contas

Por praticidade, muitas pessoas mantêm as mesmas senhas para diversos serviços. Se a sua senha do Facebook, do Twittter ou de outro serviço for igual a do LinkedIn, é bom providenciar a troca. Lembrando que o ideal seria não repetir senhas nos logins que você utiliza.

4 – Verifique se há serviços que indiquem se a sua senha foi roubada

Veja se há sites que possam confirmar se a sua senha foi roubada. No caso do LinkedIn, foi criado um serviço chamado Leakedin. Nele, é possível ver se a sua senha foi uma das que vazaram nessa semana. Mas todo cuidado é pouco com esses serviços. Sempre é bom “dar um Google” para ver o feedback da página. Serviços como esse podem ser mais uma tentativa de roubos de senhas.

5 – Tome cuidado com e-mails de alertas

Situações como essa também são uma oportunidade para técnicas de Phishing (e-mails que tentam roubar senhas). Cuidado com e-mail que chegam em nome da sua rede social. Elas podem ser mais uma tentativa de roubo. Quando for trocar a senha, é recomendável que você acesse a rede social diretamente. O LinkedIn já alertou que não está enviando e-mails com links para os usuários.

Fonte: UOL Tecnologia

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense. Sempre disposto a receber sugestões de assuntos para criar uma postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!