Quase metade das empresas não está preparada para cibertaques

image_pdfimage_print

Levantamento da Kaspersky Lab aponta que quase 50% das companhias não têm proteção eficaz contra o roubo de propriedade intelectual.

Companhias reconhecem as ameaças virtuais como um dos problemas empresariais mais críticos. Mas elas afirmam que não estão prontas para se defender desses ataques. Essa é a conclusão de um estudo global realizado pela consultoria B2B International, em colaboração com a Kaspersky Lab.

De acordo com o levantamento, que ouviu 3,3 mil profissionais de TI ao redor do mundo, incluindo o Brasil, em 41% dos casos, a infraestrutura corporativa não tem a proteção necessária para lidar com golpes online.

Quando o assunto é crime virtual o número aumenta. Quase 50% das empresas não têm proteção eficaz contra o roubo de propriedade intelectual e 51% dos profissionais de TI têm certeza de que sua infraestrutura de sistemas ficaria impotente diante de uma tentativa séria de espionagem industrial.

A conscientização dos funcionários é um fator crucial na batalha contra os malwares modernos. Porém, 31% dos especialistas pesquisados não estão totalmente conscientes dos atuais cavalos de troia, nem sobre os meios usados para realizar ataques direcionados contra empresas.

Apenas 27% dos representantes entrevistados já tinham ouvido falar do Stuxnet, primeira ciber-arma. Deles, um número ainda menor não tinham ciência do cavalo de Troia Duqu, criado para a coleta segmentada de informações confidenciais (13%).

Fonte:

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense. Sempre disposto a receber sugestões de assuntos para criar uma postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!