Quase metade das empresas não enxerga valor da TI para negócios

image_pdfimage_print

A TI ainda tem uma longa caminhada para provar o seu valor para estratégias de suas empresas. Estudo global do Gartner com CIOs aponta que quase metade (ou 43%) das organizações reconhece o potencial de negócios da tecnologia. Esse índice precisa crescer para que a área permaneça relevante em um mundo cada vez mais digital, alerta o instituto de pesquisas.

Essa pesquisa será um dos destaques da Conferência Gartner Infraestrutura de TI, Operações e Data Center, que acontecerá nos dias 9 e 10 de abril, no Brasil no Sheraton São Paulo WTC Hotel. O levantamento global foi realizada no quarto trimestre de 2012 e ouviu 2 mil CIOs, que administram mais de 230 bilhões de dólares em orçamentos de TI e 36 setores, em 41 países.

Os tópicos-chave de tendências dos gestores de tecnologia serão apresentados pelos analistas do Gartner, que esperam apoiar as lideranças de TI para que acelerem a inovação, conduzam a transformação e demonstrem o valor de sua área para os negócios nas organizações em que atuam.

De acordo com a consultoria, uma das vertentes de conhecimento do evento mostrará como entregar valor e excelência operacional de TI para a organização. O objetivo é orientar os gestores para que consigam reduzir custos e redirecionar a confiança das empresas para a TI.

Nos últimos 18 meses, as tecnologias digitais – mobilidade, softwares analíticos, Big Data, redes sociais e Nuvem – estão mais avançadas do que as estratégias adotadas pelos executivos de negócios. Analistas do Gartner dizem que a única alternativa é aumentar o potencial da tecnologia na empresa e, isto significa, evoluir as estratégias, prioridades e planos da TI, além das habituais preocupações dos CIOs.

“As tecnologias digitais fornecem uma plataforma para atingir resultados, mas este processo só será possível se os CIOs adotarem novos papéis e comportamentos”, diz Henrique Cecci, diretor de pesquisa e chairman da conferência

 

Cecci destaca que os gestores de TI precisam de uma nova agenda que incorpore a procura por inovações e oportunidades digitais, além de obter valor de produtos, serviços e operações. “Em um mundo de mudanças, cerca de metade dos CIOs pesquisados não vê o papel empresarial da TI mudando nos próximos três anos”, constata o analista do Gartner

“São necessárias novas ferramentas para as empresas que desejam inovar a tecnologia intensiva e alavancar o desempenho dos negócios por meio de infraestrutura, operações e aplicações de TI. Sem a mudança, os CIOs e a tecnologia estarão entregues a “cuidar de um jardim” de ativos legados e responsabilidades”, alerta Cecci.

O estudo mostrou ainda que os orçamentos de TI dos CIOs foram iguais ou negativos, desde o colapso ponto.com de 2002. Para 2013, a projeção é que sejam, ligeiramente, reduzidos, com uma queda média ponderada de 0,5%, em nível global.

Quase metade das empresas não enxerga valor da TI para negócios – Negócios – COMPUTERWORLD.

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense. Sempre disposto a receber sugestões de assuntos para criar uma postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!