Os 10 erros fatais no desenvolvimento de um site.

image_pdfimage_print

Quando se está desenvolvendo um site, você perde muito tempo pesquisando e lendo coisas que são úteis para a criação do mesmo. Sendo assim, se quiser ter a certeza que você não irá cometer erros durante a criação, onde na melhor das hipóteses você só irritará seu visitante, e na pior das hipóteses perderá um cliente daquele site.

Afinal, quando você perde visitantes, você também perde a chance de obter lucros com seus possíveis clientes.

Dr. Jakob Nielsen, Diretor da “Nielsen Norman Group”, diz os 10 piores erros que um site pode ter:

1. Não listar preços. O preço de um produto em venda no site é  parte mais importante da informação que um visitante precisa para entender que ele pode comparar os preços com outros sites. Caso, não mostre o preço, as pessoas irão se sentir perdidas e isso reduz a capacidade delas comprarem a linha de produto. Os preços permitem o visitante diferenciar com outros sites.

2. Sistemas de buscas inflexíveis. Caso um sistema de busca não seja capaz de notar se um termo ou caracter é importante para a busca ou não, isso pode atrapalhar, pois nem sempre um usuário sabe escrever o nome corretamente do produto, e se o sistema não conseguir identificar essa palavra com semelhança a outra alguma que seja correta, não terá uma resposta agradável.

3. Barra de rolagem horizontal. Visitantes odeiam ter que ficar usando a barra de rolagem para ir à direita e esquerda, principalmente se eles utilizam um padrão de resolução no monitor de 800×600 pixels.

4. Tamanho da fonte fixa. 95% das vezes, os textos possuem uma fonte fixa e pequena, o que reduz a capacidade de leitura significantemente. Os visitantes devem ser capazes de alterar o tamanho da fonte de acordo com suas necessidades.

5. Blocos de texto. Isso é irritante e você poderá perder visitantes rapidamente.

6. JavaScript em links. Quando os links não funcionam como esperado, os visitantes se sentem perdidos. Sem contar que eles odeiam as conhecidas janelas POP-UP.

7. Perguntas não freqüêntes nas FAQs. Não utilize perguntas que você quer que o usuário pergunte.

8. Coletar endereços de e-mail sem uma política de privacidade. Quando um site pede um e-mail, os visitantes reagem negativamente. Na era do SPAM, ninguém quer dar uma informação sem alguma garantia.

9. URLs com mais de 75 caracteres, o que faz isso virtualmente ficar impossível de informar um amigo por e-mail sobre o devido link. Se for muito extenso para ser exibido no navegador, a maioria não saberá como copiar esse endereço. Se o link estiver quebrado, eles não saberão como colar isso de forma certa.

10. Link com “Mailto:” em lugares inexperados. Não utilizem “MailTo” em nomes. Em vez disso, use claramente em endereços de e-mail.

Evitando esses erros fatais, seus visitantes terão uma experiência mais agradável em seu site, o que é uma coisa boa.

Espero que tenham gostado. Não deixem de comentar!

Abraços!

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense. Sempre disposto a receber sugestões de assuntos para criar uma postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!