Mobile Banking: Tendências e Riscos Ocultos

image_pdfimage_print

Enquanto aplicativos bancários móveis estão crescendo rapidamente em termos de popularidade, 68 por cento dos proprietários de smartphones, que ainda não adotaram estas aplicações estão atrasados devido aos temores em relação a segurança, enquanto que apenas 12 por cento acreditam que o esforço de baixar e instalar esses aplicativos não justifica a conveniência, de acordo com algumas considerações da Metaforic.

Em contrapartida, apenas 14 por cento dos entrevistados disseram que as preocupações de segurança impediram-nos de usar o PC baseado em serviços bancários online. Esses consumidores podem estar certos ao se preocupar. Sendo assim, a Juniper Research descobriu que o malware para Android representa um percentual de até mais de 3.325 por cento (um dado assustador), e um outro estudo mostra que 92 por cento dos top apps do iPhone apresentam comprometimento, indicando que o ambiente móvel é potencialmente mais perigoso do que o ambiente de PC clássico.

Mesmo com proteção por senha, um aplicativo ainda pode potencialmente ser comprometido via reembalagem, ataques direcionados através de drive-by downloads, ataques man-in-the-middle, keyloggers, e outras técnicas nefastas. Além disso, a maioria dos consumidores não executa todos os processos de segurança em seus smartphones, como soluções anti-vírus e afins. Além disso, um estudo recente mostra que essas proteções móveis pegam apenas de 20 a 80 por cento [NCSU-DSC].

“Como a conveniência dos smartphones alimenta a crescente popularidade de aplicativos de mobile banking, é claro que o usuário médio não pode compreender os riscos envolvidos, e não está levando a segurança a sério e nem seguindo os passos necessários para proteger seus dispositivos móveis”, disse Dan Stickel, CEO da Metaforic. “A menos que os aplicativos móveis sejam imunizados contra modificações indesejadas, os usuários e os bancos enfrentam potencialmente desconcertantes riscos financeiros. É apenas uma questão de tempo até que uma violação grave ocorre.”

Na verdade, o Gartner informou agora os primeiros prejuízos bancários anunciados referentes a apps, e parece provável que os compromissos vão subir junto com a popularidade e as capacidades destes aplicativos móveis. Em junho, a McAfee informou que mais de $ 78 milhões foram roubados através de servidores automatizados de back-end referente a segmentação de contas online das pessoas. Porém, isso é apenas uma parte dos prejuízos causados pelos bankers, pois as más investidas e os danos são bem maiores do que possamos imaginar.

Fonte: Under-Linux

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense. Sempre disposto a receber sugestões de assuntos para criar uma postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!