Grupo hacker vaza 1,6 milhão de contas da Nasa, FBI, Pentágono e outros

Coletivo GhostShell realizou uma campanha de infiltração e roubo de dados sensíveis chamada #ProjectWhiteFox (Projeto Raposa Branca).

Um coletivo hacker chamado GhostShell divulgou há pouco dados sobre 1,6 milhão de contas pertencentes à Nasa, FBI, Interpol (polícia internacional), Pentágono e várias outras companhias e agências do governo. É um dos maiores vazamentos já registrados.

De acordo com o grupo, a divulgação é o epílogo de uma série de ataques, cujo objetivo é “promover mundialmente o hacktivismo e trazer atenção para a liberdade de informação na Internet”.

De acordo com reportagem do site The Verge, o coletivo (que tem ligações com o grupo Anonymous) realizou uma campanha de infiltração e roubo de dados sensíveis chamada #ProjectWhiteFox (Projeto Raposa Branca). Os alvos foram setores industriais, financeiros, governamentais e militares. Ao menos parte da invasão parece ter usado uma técnica chamada “injeção de SQL“, obtendo acesso a grandes bancos de dados.

Os dados foram publicados em sites como GitHub, Slexy, e Private Paste, informa a reportagem. A imensa quantidade de dados, no entanto, torna difícil a garimpagem individual de nomes.

Fonte: IDG Now!

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Certificações que possuo: CompTIA Security+, EXIN EHF, MCSO, MCRM, ITIL v3. Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão e Governança de TI, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!