Grupo hacker vaza 1,6 milhão de contas da Nasa, FBI, Pentágono e outros

image_pdfimage_print

Coletivo GhostShell realizou uma campanha de infiltração e roubo de dados sensíveis chamada #ProjectWhiteFox (Projeto Raposa Branca).

Um coletivo hacker chamado GhostShell divulgou há pouco dados sobre 1,6 milhão de contas pertencentes à Nasa, FBI, Interpol (polícia internacional), Pentágono e várias outras companhias e agências do governo. É um dos maiores vazamentos já registrados.

De acordo com o grupo, a divulgação é o epílogo de uma série de ataques, cujo objetivo é “promover mundialmente o hacktivismo e trazer atenção para a liberdade de informação na Internet”.

De acordo com reportagem do site The Verge, o coletivo (que tem ligações com o grupo Anonymous) realizou uma campanha de infiltração e roubo de dados sensíveis chamada #ProjectWhiteFox (Projeto Raposa Branca). Os alvos foram setores industriais, financeiros, governamentais e militares. Ao menos parte da invasão parece ter usado uma técnica chamada “injeção de SQL“, obtendo acesso a grandes bancos de dados.

Os dados foram publicados em sites como GitHub, Slexy, e Private Paste, informa a reportagem. A imensa quantidade de dados, no entanto, torna difícil a garimpagem individual de nomes.

Fonte: IDG Now!

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense. Sempre disposto a receber sugestões de assuntos para criar uma postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!