Gerenciamento do Escopo do Projeto (PMBoK 5ª ed.)

image_pdfimage_print

De acordo com o PMBok 5ª ed., o escopo é a soma dos produtos, serviços e resultados a serem fornecidos na forma de projeto. Sendo ele referindo-se a:

  • Escopo do projeto – O trabalho que deve ser realizado para entregar um produto, serviço ou resultado com as funcionalidades e funções especificadas. As vezes, este termo é visto como incluindo o escopo do produto; e
  • Escopo do produto – As características e funções que caracterizam um produto, serviço ou resultado.

Esta etapa do gerenciamento está relacionada principalmente com a definição e controle do que está e do que não está incluso no projeto, pois pretende-se entregar exatamente o que foi solicitado no projeto.

Existem dois termos que devem ser conhecidos que são práticas inaceitáveis e que podem levar ao fracasso do projeto:

  • Scope Creep – É o aumento descontrolado do produto do projeto sem ajustes de tempo, custos e recursos. Normalmente ocorre quando uma mudança é feita sem controle algum, partindo do cliente diretamente para a equipe do projeto;
  • Gold Plating – Refere-se dar ao cliente mais do que o necessário, ou seja, o que foi especificado e aprovado. Normalmente esse tipo de situação parte do gerente de projeto ou da equipe.

Devemos lembrar que o escopo é uma das restrições conflitantes do projeto, assim como, mas não limitando-se à:

  • Escopo;
  • Qualidade;
  • Cronograma;
  • Orçamento;
  • Recursos; e
  • Riscos.

Neste capítulo, temos os seguintes processos:

Processos do Gerenciamento do Escopo do Projeto

Processos do Gerenciamento do Escopo do Projeto

Visão geral da área

5.1 Planejar o Gerenciamento do Escopo – O processo de criar um plano de gerenciamento do escopo do projeto que documenta como tal escopo será definido, validado e controlado;

5.2 Coletar os Requisitos – O processo de determinar, documentar e gerenciar as necessidades e requisitos das partes interessadas a fim de atender aos objetivos do projeto;

5.3 Definir o Escopo – O processo de desenvolvimento de uma descrição detalhada do projeto e do produto;

5.4 Criar a EAP – O processo de subdivisão das entregas e do trabalho do projeto em componentes menores e mais facilmente gerenciáveis;

5.5 Validar o escopo – O processo de formalização da aceitação das entregas concluídas do projeto;

5.6 Controlar o Escopo – O processo de monitoramento do andamento do escopo do projeto e do produto e gerenciamento das mudanças feitas na linha de base do projeto.

Vamos analisar cada um dos processos.

Processos

Processos de gerenciamento do escopo do projeto

Processos de gerenciamento do escopo do projeto

5.1 Planejar o Gerenciamento do Escopo

É o processo de criar um plano de gerenciamento do projeto que documenta como tal escopo será definido, validado e controlado. Irá fornecer orientações e instruções sobre como o escopo será gerenciado durante o projeto.

O documento gerado, o plano de gerenciamento do escopo, é um dos componentes do plano de gerenciamento do projeto ou do programa, levando-se em consideração como o escopo será definido, desenvolvido, monitorado, controlado e verificado.

O fluxo inicia-se com as informações contidas no Termo de Abertura do Projeto, os últimos planos auxiliares aprovados do plano de gerenciamento do projeto, as informações históricas contidas nos ativos dos processos organizacionais, e quaisquer outros fatores ambientais da empresa que sejam relevantes.

Este plano vai auxiliar a diminuir o “scope creep” do projeto, ou seja, os desvios.

Entradas

  1. Plano de Gerenciamento do Projeto
  2. Termo de Abertura do Projeto
  3. Fatores ambientais da empresa
  4. Ativos de processos organizacionais

Ferramentas & Técnicas

  1. Opinião especializada
  2. Reuniões

Saídas

  1. Plano de Gerenciamento do Escopo
  2. Plano de Gerenciamento dos Requisitos

5.2 Coletar os requisitos

É o processo de determinar, documentar e gerenciar as necessidades e requisitos das partes interessadas a fim de atender aos objetivos do projeto. O principal benefício deste processo é o fornecimento da base para definição e gerenciamento do escopo do projeto, incluindo o escopo do produto.

Este processo é realizado logo no início do projeto, especificamente após o processo 13.1 Identificar as partes interessadas.

A coleta dos requisitos nem sempre será possível de ser feita 100% de uma vez, sendo assim, podemos considerar o planejamento por ondas sucessivas.

O PMI conceitua requisito como uma condição ou capacidade cuja presença em um produto, serviço ou resultado é exigida para satisfazer um contrato ou outra especificação formalmente imposta.

Entradas

  1. Plano de Gerenciamento do Escopo
  2. Plano de Gerenciamento dos Requisitos
  3. Plano de Gerenciamento das Partes Interessadas
  4. Termo de Abertura do Projeto
  5. Registro das partes interessadas

Ferramentas & Técnicas

  1. Entrevistas
  2. Dinâmicas de grupo
  3. Oficinas facilitadas (workshops)
  4. Técnicas de tomadas de decisão em grupo
  5. Questionários e pesquisas
  6. Observações
  7. Protótipos
  8. Benchmarking
  9. Diagramas de contexto
  10. Análise de documentos

Saídas

  1. Documentação dos requisitos
  2. Matriz de rastreabilidade dos requisitos

5.3 Definir o Escopo

Depois que o Plano de Gerenciamento do Escopo define como será feito o gerenciamento do escopo e os requisitos foram coletados, inicia-se o processo de definição do escopo.

Definir o escopo é o processo de desenvolvimento de uma descrição detalhada do projeto e do produto. O principal benefício deste processo é que ele descreve os limites do projeto, serviços ou resultados ao definir quais dos requisitos coletados serão incluídos e quais serão excluídos do escopo do projeto.

Já que todos os requisitos identificados no  processo “Coletar Requisitos” podem não estar incluídos no projeto, o processo “Definir o Escopo” seleciona os requisitos finais do projeto a partir da documentação de requisitos entregue durante o processo “Coletar Requisitos”. Em seguida
define uma descrição detalhada do projeto e produto, do serviço ou resultado.

A preparação detalhada da especificação do escopo é crítica para o sucesso do projeto e baseia-se nas entregas principais, premissas e restrições que são documentadas durante a iniciação do projeto. Durante o planejamento do  projeto, o seu escopo é definido e descrito com maior especificidade conforme as informações a  respeito do projeto são conhecidas. Os riscos
existentes, premissas e restrições são analisados para verificar sua integridade e acrescentados ou atualizados conforme necessário. O processo “Definir o Escopo” pode ser altamente iterativo. Em projetos de ciclo de vida iterativo, será desenvolvida uma visão de alto nível para o projeto em geral, mas o escopo detalhado é determinado em uma interação de cada vez e o planejamento detalhado para a iteração seguinte é executado  à medida que o trabalho no escopo do projeto e entregas atuais avança.

Entradas

  1. Plano de Gerenciamento do Escopo
  2. Termo de Abertura do Projeto
  3. Documentação dos requisitos
  4. Ativos de processos organizacionais

Ferramentas & Técnicas

  1. Opinião especializada
  2. Análise de produto
  3. Geração de alternativas
  4. Oficinas facilitadas

Saídas

  1. Especificação do escopo do projeto
  2. Atualizações nos documentos do projeto

5.4 Criar a Estrutura Analítica do Projeto (EAP)

Criar a EAP (ou em inglês, WBS – Work Breakdown Structure) é o processo de subdivisão das entregas e do trabalho do projeto em componentes menores e mais facilmente gerenciáveis. O principal benefício desse processo é o fornecimento de uma visão estruturada do que deve ser entregue.

Exemplo de WBS - EAP

Exemplo de WBS – EAP de um carro.

A EAP é uma decomposição hierárquica do escopo total do trabalho a ser executado pela equipe do projeto a fim de alcançar os objetivos do projeto e criar as entregas requeridas. A EAP organiza e define o escopo total do projeto e  representa o trabalho especificado na atual declaração do escopo do projeto aprovada.

O trabalho planejado é contido dentro dos componentes de nível mais baixo da EAP, que são chamados de pacotes de trabalho. Um pacote de trabalho pode ser usado para agrupar as atividades onde o trabalho é agendado, tem seu custo estimado, monitorado e controlado. No contexto da EAP, o trabalho se  refere a produtos de trabalho ou  entregas que são o resultado da atividade e não a atividade propriamente dita.

A EAP é utilizada para:

  • Estimar os recursos para as atividades
  • Estimar os custos / orçamento
  • Planejar a qualidade
  • Identificar os riscos
  • Planejar as aquisições
  • Definir as atividades

Entradas

  1. Plano de Gerenciamento do Escopo
  2. Especificação do escopo do projeto
  3. Documentação dos requisitos
  4. Fatores ambientais da empresa
  5. Ativos de processos organizacionais

Ferramentas & Técnicas

  1. Decomposição
  2. Opinião especializada

Saídas

  1. Linha de base do escopo
  2. Atualizações nos documentos do projeto

5.5 Validar o Escopo

Validar o Escopo é o processo de formalização da aceitação das entregas concluídas do projeto. O principal benefício deste processo é que ele proporciona objetividade ao processo de aceitação e aumenta a probabilidade da aceitação final do produto, serviço ou resultado, através da validação de cada entrega.

As entregas verificadas obtidas pelo processo “Controlar a Qualidade” são revisadas com o cliente ou patrocinador para assegurar que foram concluídas satisfatoriamente e receberam a aceitação formal pelo cliente ou patrocinador. Neste processo, as saídas obtidas como resultado dos processos do planejamento na área de conhecimento em gerenciamento de projetos, tais como a documentação dos requisitos ou da linha  de base do escopo, assim como os dados de desempenho do trabalho obtidos nos processos de execução de outras áreas de conhecimento são a base para realizar a validação e para a aceitação final.

O processo “Validar o Escopo” é diferente do processo “Controlar a Qualidade” pois o primeiro está principalmente interessado na aceitação das entregas, enquanto que o controle da qualidade se interessa principalmente com a  precisão das entregas e o cumprimento dos requisitos de qualidade especificados nas entregas. O controle de qualidade normalmente é feito antes da validação do escopo, mas os dois processos podem ser executados paralelamente.

Entradas

  1. Plano de Gerenciamento do Escopo
  2. Documentação dos requisitos
  3. Matriz de Rastreabilidade dos requisitos
  4. Entregas verificadas
  5. Dados de desempenho do trabalho

Ferramentas & Técnicas

  1. Inspeção
  2. Técnicas de tomada de decisão em grupo

Saídas

  1. Entregas aceitas
  2. Solicitações de mudanças
  3. Informações sobre o desempenho do trabalho
  4. Atualizações nos documentos do projeto

5.6 Controlar o Escopo

Controlar o Escopo é o processo de monitoramento do progresso do escopo do projeto e do escopo do produto e gerenciamento das mudanças feitas na  linha de base do escopo. O principal benefício deste processo é permitir que a linha de base do escopo seja mantida ao longo de todo o projeto.

O controle do escopo do projeto assegura que todas as mudanças solicitadas e ações corretivas ou preventivas recomendadas sejam processadas através do processo “Realizar o controle integrado de mudanças”. O controle do escopo do projeto é usado também para gerenciar as mudanças reais  quando essas ocorrem e é integrado aos outros processos de controle. O aumento sem controle do produto ou escopo do projeto sem ajustes de tempo, custo, e recursos é chamado de scope creep. A mudança é inevitável; assim sendo, algum tipo de processo de controle de mudança é obrigatório para todos os projetos.

Entradas

  1. Plano de Gerenciamento do Escopo
  2. Documentação dos requisitos
  3. Matriz de Rastreabilidade dos requisitos
  4. Dados de desempenho do trabalho
  5. Ativos de processos organizacionais

Ferramentas & Técnicas

  1. Análise de variação

Saídas

  1. Informações sobre o desempenho do trabalho
  2. Solicitações de mudanças
  3. Atualizações no plano de gerenciamento do projeto
  4. Atualizações nos documentos do projeto
  5. Atualizações nos ativos de processos organizacionais

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense. Sempre disposto a receber sugestões de assuntos para criar uma postagem.

8 Responses to “Gerenciamento do Escopo do Projeto (PMBoK 5ª ed.)”

  1. Erica Simões da Silva disse:

    Olá! Estou montando um projeto de com o tema “Processo de agregar pessoa”, mas estou com dificuldades em fazer a declaração do escopo. pode me ajudar?

    • Diego Macêdo disse:

      Olá Érica, tudo bem? Infelizmente não tenho como te ajudar por falta de tempo no momento.

      Mas, você está querendo fazer um projeto sobre um “processo”? Para facilitar o seu trabalho, foca nas palavras chaves: O TRABALHO QUE DEVE SER REALIZADO para entregar um produto, serviço ou resultado com as funcionalidades e funções especificadas.

      Boa sorte! Abs!

  2. PAULO disse:

    BOM DIA.
    ESTOU MONTANDO UM PROJETO DE PLANO DE COMUNICAÇÃO PARA UMA EMPRESA DE CHURROS GOURMET, PARA A FACULDADE, MAIS NÃO SEI COMO MONTAR O ESCOPO, PREMISSAS E RESTRIÇÕES E RISCOS?

    PODERIA ME AJUDAR:?

  3. aldir junior disse:

    Diego, porque fazer um escopo ?

  4. Ira disse:

    Bom dia, estou a desenvolver o TCC de Administração, em “Qual a importância da Gestão de Projetos e Escopo em Obras Públicas e seus impactos socieconômicos “, por isso efetuando algumas pesquisas lhe encontrei e de uma forma resumida, seu artigo me foi muito útil, gostaria de saber se poderia me efetuar alguma outra sugestão, sobre tal assunto ?.
    Sem mais,
    Att,
    Iraci.

    • Diego Macêdo disse:

      Olá Iraci! Esta postagem é um resumo do capítulo do PMBoK apenas, mas fico feliz que tenha ajudado. Que tipo de questão você está falando? Esclareça melhor a sua ideia, por favor. Abs!

  5. Estamos implantando documentação de escopo e aceite de entrega de projetos, ( tanto de TI quando elétrico), para inicio gostaria muito de um documento pronto para ter como referencia, e com o tempo filtrar o mesmo para utilizar na empresa, ficaria grato se disponibilizar o mesmo ou alguma indicação de documento detalhado para visualização

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!