Entrevista de emprego: como falar sobre o futuro

image_pdfimage_print

Questão pode revelar valores e nível de engajamento do profissional com a futura empresa.

São Paulo – Em tempos de profissionais, digamos, pouco comprometidos com a ideia de permanecer por muito tempo em uma só a empresa, os recrutadores estão preocupados em detectar candidatos que encarem o cargo em questão apenas como um trampolim para uma oportunidade profissional mais atraente.

Neste contexto, as perguntas relacionadas ao futuro profissional (e até pessoal) assumiram um papel estratégico na entrevista de emprego. Com estas questões, recrutador e companhia conseguem avaliar, em uma tacada só, quais os valores, perfil e nível de engajamento do candidato com a oportunidade em questão.

1. Fique atento aos sinais

A postura do recrutador ao longo de toda a entrevista pode dar pistas de como você deve responder a esses questionamentos. “Não há um modelo. O profissional precisa avaliar ao longo do processo que tipo de resposta o headhunter quer”, diz Marshal Raffa, diretor executivo da Ricardo Xavier Recursos Humanos.

E isso significa também tudo o que você pesquisou sobre a empresa antes do processo de seleção. Saber como a companhia em questão imagina o próprio futuro e missão no mercado em que está firmada é essencial.

Assim, é a partir dessas informações que você deve construir sua resposta. Se verdadeiro, sempre fazendo pontes com aquilo que você realmente planeja para a sua própria vida. Em outras palavras, a ideia é que você prove que seu perfil e perspectivas têm total coerência com a empresa em questão. (Se realmente forem coerentes, é claro).

2. Mostre seus valores

Este é o momento certo para apontar para onde seus valores pessoais desembocam. Não há problema em afirmar que pretende viver em equilíbrio com suas pretensões profissionais e pessoais, por exemplo.

3. Não vá ao céu – nem ao inferno

Na hora de descrever suas perspectivas profissionais, tenha o pé no chão. Nada de deixar claro que, em cinco anos, quer ser o presidente da empresa – principalmente, se ainda estiver pleiteando uma vaga de analista. Muito menos diga que quer o cargo da pessoa que está entrevistando.

“O ideal é não mencionar cargos. Dificilmente, o candidato saberá detalhes sobre a política da empresa para promoções”, diz o especialista. A dica é recorrer ao plano de carreira da empresa. “Fale que, dentro da cultura e valores da companhia, irá pleitear posições de crescimento”.

4. Evite jargões

Cuidado com as frases prontas e vazias. De acordo com o especialista, afirmar que pretende crescer e enfrentar desafios soa óbvio demais. E não traz nenhuma informação nova sobre você para o recrutador.

Por isso, seja autêntico ao responder esta pergunta. Evidentemente, sem perder a empresa de vista.

5. Foque nos esforços

Traga para a sala de entrevista seus planos de ação para se tornar um profissional melhor. Vale informar que pretende fazer um curso de pós-graduação, aprimorar sua fluência em um segundo ou terceiro idioma, por exemplo. Apresente isso de maneira objetiva, claro.

Seja cauteloso, contudo, com os projetos que apontem que você precisará deixar o emprego atual em pouco tempo, como cursos de MBA no exterior. Antes de revelar essa intenção, procure saber os valores da empresa. Se a companhia incentivar esse tipo de postura, não hesite.

Fonte: Exame

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense. Sempre disposto a receber sugestões de assuntos para criar uma postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!