Downloads de ferramentas para ataques DDoS continuam crescendo

image_pdfimage_print

O número de downloads da ferramenta chamada LOIC (sigla para Low Orbit IonCannon), utilizada para realizar ataques DDoS, disparou este ano, superando o número total referente a 2011, a uma taxa de 3,5 mil downloads por dia, de acordo com a empresa de segurança Imperva. Até 22/4 deste ano, a quantidade de vezes que o LOIC havia sido baixado durante 2011 inteiro (que corresponde a 381 mil vezes) foi superada, e a marca deve ultrapassar 1 milhão antes de 2013.

No ano passado, os EUA continuavam como maior fonte de downloads da ferramenta, que foi baixada no país cerca de 73 mil vezes, seguidos este ano por França, Brasil, Ucrânia e Polônia, respectivamente. O Reino Unido despencou da quinta para a oitava posição, entretanto o número de downloads feitos em 2011 (12.392) facilmente deixará o ano passado comendo poeira, quando a ferramenta foi requisitada 16.734 vezes.

A crescente popularidade do LOIC é surpreendente, visto que o recurso também pode ser executado como uma ferramenta Java em um website sem a necessidade de executar um app dedicado. Esse método é muito menos eficiente, porém ele também é suscecível a rastreamento através de endereço de IP. Uma possibilidade é que o LOIC está sendo baixado para atacar alvos que provavelmente não recorram às autoridades, como governos impopulares como Síria ou Irã.

Contudo, a curiosidade dos usuários que desejam ter uma ferramenta DDoS tem sido explorada por cibercriminosos. No começo do ano, durante a polêmica a respeito do fechamento do Megaupload, um cracker alterou o link de download de uma ferramenta de DDoS para fazer com que os usuários baixassem um trojan capaz de roubar dados bancários. Enquanto milhares de pessoas pensavam que estavam baixando uma ferramenta para “se vingar”, estavam, na verdade, dando seus dados bancários a crackers.

Fonte: IDG Now!

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense. Sempre disposto a receber sugestões de assuntos para criar uma postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!