Como tornar seu perfil no LinkedIn mais atraente

image_pdfimage_print

Que o LinkedIn é uma rede social feita sob medida para quem quer uma nova oportunidade no mercado de trabalho, a maioria já sabe. Mas, em meio a tantos candidatos, como se destacar? Pensando nisso, o site Inc. elaborou 6 dicas para tornar seu perfil na rede social profissional muito mais atraente.

O primeiro deles se refere a suas metas. O Inc. diz que o LinkedIn, basicamente, se traduz em promoção pessoal. Mas, muitas vezes, esse objetivo se perde quando os candidatos usam ferramentas para completar seus perfis, o que acaba os tornando meros currículos.

Aqui, o importante é pensar em suas metas e transformá-las em palavras-chave, porque “palavras-chave são a forma com que as pessoas te acham no LinkedIn”, afirma a publicação. O site explica que serviços de filtragem de palavras-chave são usados por muita gente. Então, fuja disso e pense em palavras-chave que realmente têm significado dentro de seu mercado, como termos da profissão, equipamentos, produtos e outros.

As ferramentas de palavras devem ser usadas para encontrar termos mais profundos dentro de sua área, identificando seu nicho.

O título de seu perfil também tem muita importância. O Inc. indica colocar ali a sua palavra-chave mais importante: “Se você prestar serviços para um mercado altamente segmentado, a palavra-chave em seu título deve refletir esse nicho”, diz. Depois, basta colocar palavras-chave em descrições de habilidades, experiências e até em suas formações.

O Inc. também menciona as experiências profissionais. Ele sugere “retirar as sobras”, ou seja, eliminar todas aquelas experiências anteriores que não te ajudam em suas metas. Assim, se você já trabalhou em uma área totalmente diferente da sua, não inclua no perfil: “Se você é um web designer mas já foi um contador, uma lista detalhada de seu fundo de contabilidade é dispensável”. Depois, basta limitar seus histórico profissional a cargo, empresa e uma breve descrição de suas funções e atividades.

Porém, palavras-chave e todos os processos apresentados podem deixar seu perfil um pouco impessoal. Então, é hora de reintroduzir sua personalidade. “Compartilhe os motivos para você amar o que faz em seu perfil. Compartilhe o que você espera alcançar. Descreva companhias ou projetos em que você trabalhou. Deixe as palavras-chave em seus lugares, tire o que não te ajuda em sua metas e, então, seja você mesmo”, aconselha o site.

Outro ponto importante: quando alguém vê seu perfil no Facebook, o que ele olha primeiro? Sua foto de perfil. Então, olhe para sua foto atual e pense se ela te reflete como um profissional. O importante aqui é pensar que a imagem é uma espécie de logo: “uma foto incrível pode não ganhar um negócio, mas uma foto ruim pode arruinar um”.

Sua foto tem que mostrar como você será quando encontrar seu empregador. Isso pode significar que você terá que colocar aquela foto que não é sua preferida, mas uma que mostre um equilíbrio entre profissionalismo e acessibilidade, “fazendo com que você pareça bom, mas pareça real”, explica.

O último conselho são as recomendações. O site explica que elas “dão cor e profundidade a um perfil no LinkedIn”. Então, peça recomendações a quem você tem confiança e as dê quando for solicitado!

Fonte: Olhar Digital

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Certificações que possuo: CompTIA Security+, EXIN EHF, MCSO, MCRM, ITIL v3. Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão e Governança de TI, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!