Aprenda a se proteger de golpes virtuais

image_pdfimage_print

Além de espalhar spam e criar malwares, os cybercriminosos contam com uma arma muito eficaz para realizar suas tarefas: o mau uso da internet por parte dos usuários. Eles utilizam diversos canais e estão sempre inventando novos meios de enganar os usuários para roubar e conseguir dinheiro. Fazer compras pela internet, por exemplo, pode ser um desafio, visto o mundo virtual permite uma série de golpes e os problemas são frequentes.

Comprar com segurança exige do internauta certo conhecimento e cuidados para não cair em fraudes. Os cybercriminosos usam várias táticas para atrair suas vítimas, como criar páginas web com falsas ofertas, atrair os utilizadores para páginas maliciosas, destinadas à venda de produtos que nunca chegam ao utilizador, e a distribuição de malware.

Para se proteger dessas fraudes, a Bitdefender, empresa de segurança na internet, elaborou alguns conselhos para ajudar os utilizadores a comprar de maneira segura na rede.

A Bitdefender recomenda:

  • Em relação aos dispositivos móveis, ter cuidado com os ecrãs pequenos, pois eles podem esconder a URL completa. Uma hiperligação pode começar com o nome de uma loja legítima, mas na realidade reencaminhar para um site malicioso;
  • Evitar mensagens de desconhecidos nas redes sociais. Iguais às caixas de entrada do correio eletrônico, as mensagens nas redes sociais podem conter spam e links para páginas infectadas com malware;
  • Ter cuidado com promoções ou ofertas surpreendentes. Para atrair mais consumidores ingênuos, os criminosos usam como chamariz preços realmente assombrosos. O certo a fazer é sempre procurar na web comentários de utilizadores sobre a confiabilidade de um site;
  • Evitar comprar pela internet em uma rede Wi-Fi pública. Introduzir informação pessoal em redes públicas significa que um hacker poderá facilmente roubar dados como nomes de utilizador, palavras-chave e números de cartões de crédito;
  • Criar a rotina de fazer atualizações de segurança. Isso vale tanto para antivírus e softwares, como para sistema operacional e navegador.

Fonte: Oficina da Net

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense. Sempre disposto a receber sugestões de assuntos para criar uma postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!