8 dicas para entrar para o mercado de TI sem ter experiência

image_pdfimage_print

São Paulo – Atuar na área de TI pode dispensar diplomas e certificados, mas exige conhecimentos de internet, linguagens de programação e funcionamento de redes.

Segundo Marcos Abellón, diretor geral da consultoria W5 Solutions, o crescimento do setor facilita a entrada de jovens com pouca experiência no mercado. Abellón afirma, no entanto, que para crescer na carreira ou conquistar uma posição nas grandes companhias de tecnologia, o profissional precisará estudar muito e acumular experiência.

Veja abaixo oito recomendações que podem ajudar quem deseja iniciar uma carreira neste promissor setor da economia.

1 – Amplie seu networking – Profissionais mais experientes podem dar muitas dicas sobre a profissão, além de conhecerem empresas com vagas abertas. De acordo com André Lima, 36 anos, que não possui ensino superior na área e hoje é coordenador de operações da empresa de hospedagem Locaweb, conviver com pessoas da área é imprescindível para um iniciante. Lima diz que a adquiriu a maior parte do seu conhecimento por meio da “interação com outros especialistas”.

2 – Leia muito sobre a área pretendida – Acompanhe os sites que cobrem o setor de TI e compre livros sobre segmentos que lhe interessem mais, como computação em nuvem, redes ou mercado de aplicativos. De acordo com Lima, comprar livros estrangeiros pela internet é vantajoso devido ao preço ser mais barato em relação ao Brasil, além da quantidade maior de títulos sobre TI. Segundo Francisco Freire, 28 anos, coordenador de computação em nuvem da Locaweb, a internet fornece o necessário para estar sempre atualizado. “As novidades divulgadas na imprensa internacional podem ser lidas instantaneamente e de graça”, diz.

3 – Aprimore seu conhecimento de áreas correlatas à TI – Lima, que trabalhava com manutenção na companhia de energia elétrica Eletropaulo antes de entrar para a equipe da Locaweb, afirma que aprendeu muito ao atuar com atividades relacionadas ao setor de TI. “O contato com as pessoas enriqueceu o meu conhecimento. Era realmente necessário entender sobre o assunto. Eu não conhecia todas as tecnologias, portanto, estudei sobre o que eu ainda não tinha familiaridade”, conta o coordenador. De acordo com Abellón, “todo conhecimento funcional de outras áreas, especialmente em negócios, é sempre valorizado”.

4 – Aprenda com os erros – Lima recomenda buscar a excelência ao realizar qualquer atividade por meio de correções dos possíveis enganos. “O iniciante dificilmente dominará o assunto e praticará erros. Recomendo buscar informações e estudar muito sobre qualquer dúvida que surgir. Evite repetir qualquer engano”, diz.

5 – Não minta – Dizer saber mais sobre uma área é um erro grave. Os diretores sabem quando o candidato mente porque eles aplicam diversos testes e provas durante os processos seletivos. Segundo Freire, “as entrevistas costumam ser práticas e contam com provas técnicas a fim de comprovar o conhecimento da pessoa”. De acordo com Abellón, ser sucinto na entrevista e no currículo é uma excelente maneira de demonstrar credibilidade e aumentar as chances de contratação.

“Às vezes, recebo apresentações de profissionais jovens com várias páginas de extensão, mas o conteúdo do material não possui qualquer sustentação”, afirma. Ainda segundo o diretor, os processos seletivos em sua empresa contam com teste de avaliação técnica e perguntas com o objetivo de avaliar o raciocínio lógico e competências como ética, valor e comprometimento.

6 – Obtenha uma certificação – O documento pode custar caro, mas comprova a excelência na formação do profissional com determinada tecnologia e pode aumentar as chances de contratação do candidato, segundo Abellón. A certificação geralmente é fornecida pelas desenvolvedoras dos software e também por algumas instituições de ensino. De acordo com Abellón, diploma e certificação são meios de seleção natural e diferenciam o profissional.

7 – Faça um curso profissionalizante – Além de ampliar os conhecimentos, se optar pela faculdade, o interessado poderá aproveitar o curso profissionalizante para obter um estágio, o que pode proporcionar a primeira oportunidade em TI.

8 – Procure vagas na internet – Verifique diariamente as atualizações de blogs e sites de recrutamento. Há também perfis no Twitter que recebem e divulgam oportunidades. Algumas vagas não pedem experiência.

Fonte: INFO

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense. Sempre disposto a receber sugestões de assuntos para criar uma postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!