7 dicas para atualizar seu currículo

image_pdfimage_print

Currículo

São Paulo – Atualizar o currículo é um trabalho de edição. Para ter um bom currículo é preciso, primeiramente, ter claro qual é o seu objetivo profissional. Aproveite o começo de ano para reler e refletir sobre a sua carreira.

“Como profissional eu sugiro que as pessoas corram atrás das oportunidades, o país está em um ótimo momento para mudanças. Agora é a hora para perseguir aquele cargo que sempre desejou”, explica Andreza Santana, gerente de marketing sênior do Monster Brasil.

Para isso, é preciso ficar de olho nas oportunidades e atualizar o currículo. Confira abaixo sete dicas:

1 – Atualize seus dados pessoais

Nome completo, telefone e e-mail. Nesse campo do currículo o ideal é acrescentar o endereço do LinkedIn, por exemplo. Entretanto, lembre-se de que tão importante quanto atualizar o seu currículo é atualizar a página da rede social profissional.

Para Andreza, os recrutadores querem saber se você faz networking, por exemplo. “De qualquer forma o recrutador irá buscar informações nas redes profissionais, por isso é interessante mantê-lo sempre atualizado”.

2 – Reflita sobre o que você quer

Seja preciso ao redigir seu objetivo profissional. Evite que o recrutador, ao ler seu currículo, tenha a impressão de que você está atirando para todos os lados. Deixe claro qual cargo você deseja ocupar e qual sua área de interesse.

“Seja o mais especifico possível ou inclua áreas afins. Um profissional de marketing pode colocar como objetivo gerência de marketing, novos negócios e relacionamento com canais”, diz Andreza.

3 – Relembre sua formação educacional

Foque no seu objetivo profissional e avalie se vale a pena incluir algum trabalho acadêmico ou uma monografia que você tenha feito durante a faculdade.

4 – Inclua cursos e treinamentos

Cursos pontuais não devem ser incluídos, se a palestra for de um assunto aleatório e não relevante, pode parecer que o candidato está “enchendo linguiça”.

5 – Resuma sua experiência profissional

Classifique as experiências profissionais da mais recente para a primeira. O recrutador espera uma evolução profissional, por isso, foque nos resultados alcançados ou projetos realizados.

6 – Elimine informações desnecessárias

Fotos, número de CPF e RG não são dados imprescindíveis. Listar referências também não é recomendado, pois o recrutador no momento adequado pedirá nas fases seguintes da seleção.

7 – Revise o currículo

Releia o texto com atenção, corrija erros de português ou digitação. Mostre para algum amigo ou familiar para que deslizes sejam evitados.

Fonte: Info Online

Sou bacharel em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (Alagoas), especialista em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação pela Univ. Gama Filho (UGF) e pós-graduando em Gestão da Segurança da Informação pela Univ. do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Tenho interesse por todas as áreas da informática, mas em especial em Gestão, Segurança da Informação, Ethical Hacking e Perícia Forense. Sempre disposto a receber sugestões de assuntos para criar uma postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ficar atualizado?

Inscreva-se em minha newsletter e seja notificado quando eu publicar novos artigos de graça!